Algumas respostas … fantásticos, como sempre, estes alunos!!!

Martim Giraldes
A relação entre a alegoria da caverna e o vídeo é que em ambos existem pessoas absolutamente normais, que vivem a sua vida sem se questionar, o que e que pode existir mais, vivem na ignorância , no mundo da aparência . E em ambas as “obras” existe alguém que se destaca, questionando os seus sentidos e pressupostos, e sai da gruta/ segunda dimensão, para descobrir a realidade e conhecer entes novos.

Margarida Jerónimo Lopes
Relação entre a “Alegoria da caverna” e “Flatland”: em ambos existem seres que vivem no mundo sensível e pensam que o que vêem é o mundo real. Pensam também que para além do mundo onde vivem não existe nada mais, por isso nem se questionam. No caso da alegoria da caverna esses seres são os prisioneiros e na Flatland são os seres em duas dimensões. Os prisioneiros desconhecem o mundo inteligível, e os seres em 2D desconhecem o mundo a três dimensões. Em ambos os casos esses seres têm medo dos outros mundos que desconhecem.

Francisco Gomes
A relação que existe entre “Flatland” e a “Alegoria da Caverna” é que os prisioneiros na Alegoria e os seres de “Flatland”, ambos, apenas conseguem ver o mundo vísivel, sem terem a noção da existência de outro (inteligivel). Na “Alegoria da Caverna” libertam um prisioneiro e dão-lhe a conhecer o mundo superior criando-he alguma confusão, o mesmo acontece em “Flatland” quando dão a conhecer áquela circunferência a 3ª Dimensão.

India Luther-Jones
A relação que existe entre a “Alegoria da Caverna” e o video “Flatland” é que os personagens presentes nos dois têm medo de questionar o que os rodeia. Eles estão no mundo sensível onde só acreditam no que vêem, ouvem e sentem. Na “Alegoria da Caverna” um dos prisioneiros é solto e depara-se com a verdade, enquanto que no vídeo, uma das criaturas da 2ª dimensão é tirada desse mundo que apenas conhecia e conhece um mundo completamente diferente! Tinham, ambas os personagens que foram libertos, medo de saber o que estava por eles descobrirem que é a realidade e o mundo inteligível.

Vasco Prudente
A relação entre a Alegoria da Caverna e o vídeo, é que em ambos, as pessoas/seres bidimensionais pensam que são normais e que não existe outra realidade para além daquela em que eles vivem (no mundo sensível). Nunca pensam nem questionam se puderá haver outra realidade, nem se aquilo que vêm é aquilo que realmente é. Se, eventualmente, surge alguma coisa que desconheçam (do mundo intelegível) ficam assustados.
Outra relação é que nas duas histórias existe alguém que tenta descobrir a realidade e sai da caverna, no caso da Alegoria; ou do mundo bidimensional para o tridimensional, no caso de Flantland.

André Santos
A relação entre “Flatland” e “A Alegoria da Caverna” é, que ambos, por formas alegóricas, nos mostram o conhecimento limitado que cada um tem sobre a realidade. Ambas as personagens vivem normalmente num sensível sem o questionar, porque não o conhecem e também porque têm medo de serem julgados. Quando um dos personagens ascende ao mundo inteligível, fica confuso mas ao mesmo tempo espantado com a realidade, percebendo que durante a vida inteira, estiveram presos a uma ilusão.

Ines Pica
Tanto na “Alegoria da Caverna” como no vídeo “Flatland” as personagens estão aprisionadas num mundo a que foram ensinadas a acreditar ser a realidade mas não é. Os homens da caverna nunca sequer pensaram que poderia haver algo no exterior da caverna, tal como as personagens do vídeo não percebem como poderá haver mais dimensões para além das que conhecem. Na Alegoria e no vídeo dois personagens são forçados a ver a realidade e a sair do mundo que conhecem. Quando o fazem sentem medo, angústia e espanto mas conseguem perceber que afinal nada era como pensavam.

Gonçalo Vela Bastos
A relação entre a Alegoria da Caverna e o vídeo “Flatland”, é que em ambos, as personagens vivem num mundo de conceitos, regras e costumes pré-concebidos pela sociedade a que pertencem. Questionar o que os rodeia é questionarem o que conhecem; ultrapassar o medo do desconhecido é o mesmo que se questionarem a si mesmos. A perda de identidade pelo abandono das nossas crenças é uma realização que só os mais curiosos alcançam, e que ambas as personagens conseguem fazer ao admitirem a existência de uma mundo onde a única certeza é a certidão de que nada é certo (mundo inteligível) e abandonarem um mundo onde tudo é dado por garantido sem questionar (mundo sensível).

Martim Costa Seco
A ligação entre a alegoria da caverna e flatland é que em ambos ( na alegoria os prisioneiros, no flatland o circulo) apenas vêm o mundo segundo as regras da sociedade isto percebe-se por exemplo quando o circulo diz ao Dr. Quantum que é proibido dizer a palavra above pois se a disser pode vir a sofrer consequências. Em ambas as histórias o circo e os prisioneiros têm medo do desconhecido e só vêm as “coisas” de uma perspectivas e quando elas vêm de outra perspectiva ficam em douta ignorância e só depois ficam a ver o até então desconhecido as “coisas que nunca se soube”

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

O que é a Filosofia? Parte VI

Joana Miranda
A filosofia questiona o que nos é dado como óbvio e garantido. Questiona a verdade, a utilidade do conhecimento e o valor das ideias. Critica e põe em causa o “eu” e respectivas crenças. Reflete sobre o ainda inexplicável. Formula teorias de entendimento do mundo a partir de interpretações do mesmo.

Marina Felício
Filosofia consiste em discutir ideologias, crenças e até mesmo teorias.
Consiste em procurar respostas (escassas/dificeis de encontar) para as mais variadas perguntas.


Carolina Gonçalves
A filosofia é a única ciência que não nos dá respostas e que pelo contrário questiona todas as nossa certezas. Na filosofia não existe nem certo, nem errado existem apenas diferentes pontos de vista pois cada “eu” tem uma forma diferente de ver e reflectir sobre os diversos temas. A filosofia permite que cada “eu” vá mais longe e deixe de estar na sombra da ignorância.

Francisca Carvalho
A filosofia é uma disciplina que tem como objectivo discutir os assuntos sobre a essência do universo. Questiona-se assim sobre “de onde vimos?”, “para onde vamos?” e “o que estamos aqui a fazer?”. Para mim a filosofia ajuda-nos a pensar para além do que vemos, ou seja “pensar para além do quadrado” e não nos
agarrarmos ao mundo sensível, ou seja, o mundo onde olhamos apenas para as coisas de forma material, e passarmos para o mundo inteligível, onde olhamos para a essência das coisas e pensamos para além do que observamos.

Mariana Dias
Filosofia é a reflexão sobre questões acerca de tudo (da existência do “eu”, da realidade, do conhecimento…) – nada é dado como adquirido, tudo é questionado. Através do pensamento e do espírito crítico, da argumentação e de debates de ideias, valores e crenças, procura respostas a vários problemas que não encontram solução nas ciências. Esta mostra-nos uma perspectiva diferente acerca da nossa ideia do que é a vida e ajuda-nos a reflectir de forma a evoluirmos intelectualmente.

Marta Freitas
A filosofia tem um carácter intelectual, utilizando métodos racionais e críticos. Baseia-se em conceitos abstractos, onde tenta definir princípios gerais, respondendo a aspectos da vida e da morte, da existência, dos valores individuais e sociais e da natureza da linguagem ou do conhecimento, contudo a filosofia não estuda todo o tipo de crenças, só as gerais e as fundamentais.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

O que é a Filosofia? Parte V

Diana d’Orey
como e que eu posso encontrar uma explicaçao para “o que e a filosofia” se eu nem sei se existo?

Francisco Gomes
A Filosofia coloca questões para a existência e o fim de tudo, tenta explicar o mundo em que vivemos criando teorias. Hoje em dia as pessoas não têm muito tempo para reflectir, mas as que o arranjam vão tentando deseenvolver o pensamento, matéria em que já deveriamos estar muito avançados. A Filosofia tenta dar respostas a questões que já existem á seculos ainda sem resposta, como: Quem sou EU? ; O que faço aqui? ; O que haverá para além do fim?

Ricardo Coelho
Filosofia é a busca pelo conhecimento último e primordial, a Sabedoria Total.

Nuno Soares
A filosofia tem a ver com conhecer ideologias e mentalidades que foram estudadas ao longo dos séculos.

Mariana Silva
A Filosofia é o estudo de todas as perguntas fundamentais relacionadas com a existência do ser Humano. A filosofia é também questionar tudo o que se tem como adquirido.

Nayeli Cv
A filosofia é questionar, pensar e formular problemas a cerca de tudo o que nos rodeia. A filosofia pode ser interpretada de diferentes formas o que a torna abstracta e por vezes difícil de compreender.
Abordando temas sobre a vida, a existência, a mente e muito mais, colocamos várias questões que são debatidas com criatividade.
Com a filosofia procuramos encontrar respostas racionais para todas as perguntas.

Inês Paulino
Filosofia é o estudo do pensamento racional de ideias e teorias. É o questionar de tudo o que existe na natureza, ter espírito crítico. Tem que existir curiosidade e investigação por parte de um individou para poder pensar, assim se tem um filosofo. Um filosofo é alguém que não sabe, mas tem consciência que não sabe, ao contrário do ignorante que não sabe, e não sabe que não sabe (salsicha) ou um sábio, alguém que sabe, e tem consciência que sabe.

Ricardo Paião
A filosofia é procurar compreender a realidade, o primeiro passo para interagir com ela, ou mesmo alterá-la, da melhor forma possível.

Álvaro Nascimento
A filosofia questiona tudo o que existe, o que supostamente se sabe,e o comportamento do homem. A filosofia questiona tudo à sua volta, construindo criticas.

Luís Fernandes
Filosofia é algo enigmático,profundamente abstrato e distante da realidade,filosofia é…debate de ideias,questionar o imprevisível.

Vasco Prudente
A filosofia é pensar; é o uso de argumentos que questionam a existência do que já existe, se é que existe; qual a nossa finalidade, o que é que significa o “fim”, e será que o “fim” é realmente o fim ou será o início de outra coisa? Filosofia é criar argumentos, ou debater argumentos já feitos por outros. Basicamente, é questionarmo-nos sobre tudo e nunca termos certezas de nada.

Gabriel Palanowski
A Filosofia é a arte das respostas, das críticas, das reflexões e dos debates, tentando saber a verdade de como nascemos, se vai mesmo acabar o mundo, a morte, a razão da vida, etc! Mas a verdade é que nao existe verdade!

Carolina Rodrigues
A Filosofia defende ideias e refleções diferentes, cria questões inquestionaveis e tem em consideração várias teorias. É um meio abstracto mas com materiais concretos, o que a torna dificil de compreender. O tudo ou nada resumen-se ao mesmo, algu que não sabemos, como o ser e o estar ou a morte e a vida. Com a filosofia todos temos uma maneira diferente de achar e pensar. É preciso ter uma mente aberta e esquecer o senso comum para a entender.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

O que é a Filosofia? Parte IV

Bernardo Figueiroa Rêgo
Tendo em conta tudo aquilo que aprendemos nas interessantes e produtivas aulas de filosofia conduzidas pela excelente professora Inês Muller, eu não me sinto preparado para responder a tal pergunta pois eu estou no caminho para a ignorâcia

Mafalda Barreiros Cardoso
Filosofia é: uma forma de pensar acerca de certas questões. Explicação da realidade/existência, do homem e da sua relação com o universo.

Vicente Monteiro
Filosfia põe questões que ninguem faz por nao ter capacidade ou disponibilidade para pensar sobre elas e responder.
Como por ex.: a existência e qual a sua finalidade e de onde viemos e para onde vamos .

Fabio Tarik Dmp
A Filosofia é uma ciência lógica e difícil aparentemente para alguns como o ´´eu“.
Acho que a Filosofia é algo que se possa compreender se fomos abertos e dedicamos ao que queremos saber/descobrir sobre a natureza ou algo relacionado ao que não se pode explicar. A Filosofia é algo que optamos ou escolhemos por ser ou mais fácil ou porque acreditamos nisso e não temos outra vista. Fábio Alexandre Cortesão Nº10 10ºE

Sara Moreira
A Filosofia é um cruzamento de diferentes saberes, que nunca se cruzam e de abordagens críticas intemporais onde as sombras dominam, retirando brilho ao “adquirido”.

Gonçalo Ferreira
Filosofia é o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem.
Ao abordar esses problemas, a filosofia distingue-se da mitologia e da religião.

Martim Giraldes
A filosofia e o estudo do pensamento. Cria questoes, e procura respostas que muitas vezes parecem nao existir; Procura explicaçoes para a existencia, da vida e da morte, da natureza e da linguagem.
A filosofia e fundamentalmente uma disciplina racional, ainda que os seus primeiros principios nao possam ser provados.

Gonçalo Vela Bastos
A filosofia é o estudo e a reflexão de tudo e do nada. Cria questões para os mais variados temas e reflecte o que já foi e o que ainda não foi reflectido. Questiona todas os grandes e importantes temas (como a morte, a vida, o ser feliz, o fim e a finalidade da nossa existência), até ao temas mais banais como (devemos-nos sentir criminosos por roubar queijos do Continente?); deste modo a filosofia torna o banal numa espiral de igual importância, onde tudo é questionável, importante e onde tudo está ligado.

Lourenço Silva
Filosofia é o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Também é o estudo conceptual das nossas crenças e conceitos mais básicos, procuranto através do método de argumentação ou do pensamento crítico responder a problemas que não podem ser resolvidos pelos métodos das ciências !

Gonçalo Rocha
A Filosofia é uma indignação racional sobre o mundo e o homem, com o propósito de encontrar a sua última explicação e de elevar acima as hipóteses e interesses comuns dos homens. Esta precisa de um grande nível de sabedoria e serenidade, para que seja explicada e fundamentada com razão.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter