Problemas do conhecimento …

Eu sou o sujeito. A cadeira é o objeto. Não sei a sua cor, não a conheço especialmente. Não faço a menor ideia do que ela é, e nunca vou saber. É conhecida, mas não a conheço… Nem sei se ela existe! Ela sempre aqui esteve, está aqui agora, mas só agora é que reparo, é que me concentro nela. Não faço ideia se ela se mexe sozinha quando viro as costas, não confio nela e não pretendo confiar, no entanto sento-me nela todos os dias. A minha relação com a cadeira nunca me foi relevante, e não é agora que irá começar a ser. A cadeira é o que eu quero que seja, e nada mais para além disso.

Íris Veiga

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>